“HUMOR BRANCO” E O RACISMO CONTRA A CAPOEIRA

Paulo Henrique Menezes da Silva

Resumo


A violação dos direitos dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana no Brasil afetam sobremaneira os Terreiros de Candomblé e Umbanda que vem sendo queimados e destruídos com ações de racismo e intolerância religiosa por todo o país.

Não obstante, isso vem ocorrendo com um pouco mais de frequência também com a nossa Capoeira. Depois de longo embate com o sistema CONFEF/CREF’s e de outras diversas formas de apropriação cultural que a nossa arte afro-brasileira da capoeiragem vem sofrendo, agora a Capoeira tem se tornado, nas mãos de pseudo-humoristas, motivo de chacotas e piadas racistas.


Palavras-chave


capoeira, cultura, educação, patrimônio cultural; educação patrimonial

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em 15 de fevereiro de 2018.

__________. Discurso do Ministro da Cultura Gilberto Gil. Disponível em: < http://www.cultura.gov.br/discursos/-/asset_publisher/DmSRak0YtQfY/content/ministro-da-cultura-gilberto-gil-na-homenagem-a-sergio-vieira-de-mello-36642/10883. Acesso em 15 de fevereiro de 2018.

__________. Roda de Capoeira e Ofício dos Mestres de Capoeira. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Brasília, DF: IPHAN, 2014.

__________. Roda de Capoeira. IPHAN. Ministério da Cultura. Ministério das Relações Exteriores. 2014.

HALL, Stuart. A Centralidade da Cultura: notas sobre as revoluções culturais do nosso tempo. Educação & Realidade. V. 22. Nº 2, Jul./Dez. p. 17-46. 1997.

ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 10 de dezembro de 1948.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Paulo Henrique Menezes da Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.